22/05/2012
0
lecturas |
4 Comentarios

Boleiros elegem ‘bando de loucos’ como torcida mais temida no país

1Nota publicada

Popularidad

 

Boleiros elegem ‘bando de loucos’ como torcida mais temida no país

 

 

Mais de 40% dos jogadores ouvidos em pesquisa apontam Fiel como a massa que mais pressiona nos estádios

Por Alexandre Lozetti São Paulo

 
 
552 comentários

A menos de um minuto do início da partida, sobe a escada uma fila de corintianos. À esquerda, um jovem faz o sinal da cruz três vezes antes de enxergar o gramado do Pacaembu. No centro, o pai leva duas crianças, a menina no colo. E à direita, um casal de idosos caminha apressadamente (a senhora passos à frente) para não perder nem um instante do jogo. O grupo caminha para se juntar a quase 15 mil torcedores na estreia do time no Campeonato Brasileiro.

O ritual se repete inúmeras vezes por ano. A Fiel tem orgulho em bater no peito e dizer que é diferente das outras torcidas. Os rivais garantem que é balela. Que tal, então, perguntar a quem está em campo. Na pesquisa realizada pelo GLOBOESPORTE.COM em parceria com a revista “Monet” com mais de 300 jogadores, a torcida corintiana foi eleita a mais temida por 142 boleiros. Votação surpreendente, sobretudo pela vantagem sobre a maior do país: os flamenguistas foram citados somente 42 vezes.

grafico_torcidas (Foto: Infoesporte)

No último domingo, o Corinthians iniciou a defesa do título nacional contra o Fluminense, assim como a nação alvinegra tem de defender um tricampeonato: nos últimos dois anos, o clube teve a melhor média de público da competição. O começo não foi dos mais promissores. Em campo, o time reserva perdeu para os também suplentes cariocas, já que ambos priorizam a disputa da Taça Libertadores. Nas arquibancadas, muitos também se pouparam para o duelo contra o Vasco, na quarta-feira. Foram 14.797 pagantes, bem menos do que as médias de 29.424 do ano passado e 27.446, de 2010.

O clube paulista passou a investir ainda mais na relação com seus fanáticos desde o fim de 2007, com a tragédia do rebaixamento para a Série B do Brasileirão. Na ocasião, criou o lema “Eu nunca vou te abandonar” e obteve sucesso. As ações de marketing, a aposta em nomes consagrados como Ronaldo, em 2009, e um eficiente sistema de venda de ingressos pela internet fizeram os públicos crescerem.

- É um vício saudável - resume Vinícius, 20 anos, integrante de uma das torcidas uniformizadas.

 

OTRAS NOTAS

COMENTARIOS
4

4 comentarios y 0 respuestas

4

29-05-2012 19:05:21

Wanda Sin selección Sin selección

pena q esses politicos filhos da puta proibiram fazer a grande festa nos estadios

3

2

1